(11) 3743-0382 

(11) 99785-8896

Tipos de Hérnia

HÉRNIAS DA PAREDE ABDOMINAL

                  A hérnia corresponde ao escape de um órgão, geralmente intestino ou gordura, por um ponto mais fraco decorrente de falha na musculatura da parede abdominal. O esforço em demasia pode agravar o quadro, porém não é o principal fator causal da doença.

Os principais fatores predisponentes são tabagismo, obesidade e história familiar. Além disso, a incidência de hérnia aumenta em pacientes com tosse crônica e doenças da próstata que aumentam o esforço ao urinar.
 

TIPOS DE HÉRNIA

                  – Hérnia inguinal:

Ocorre na virilha, mais comum em pacientes do sexo masculino. Durante o desenvolvimento dos testículos, abre-se um conduto por onde escapa conteúdo de dentro da barriga, formando um abaulamento que consiste na hérnia. Pode ocorrer também pelo enfraquecimento do músculo da parede abdominal, com consequente aparecimento de uma falha no local.

                  – Hérnia umbilical:

Localizada no umbigo, que torna-se saltado. O conteúdo de dentro da barriga rompe pontos fracos onde o cordão umbilical ficava preso durante o desenvolvimento do embrião. A tendência é de aumentar com o tempo e eventualmente causar dor local.

                  – Hérnia epigástrica:

Fica acima do umbigo, onde se encontram os dois músculos retos abdominais. Em um ponto fraco no meio desses músculos ocorre a passagem de gordura ou intestinos , o que causa um abaulamento visível e às vezes dor.

                  – Hérnia Incisional: 

Secundária a cirurgia prévia no abdômen. No local da cicatriz pode surgir um calombo, o que pode ou não causar dor. Ocorre por ruptura das suturas das regiões mais profundas da parede abdominal, a qualquer momento após o procedimento (desde o pós operatório imediato até anos após).

                  As hérnias assemelham-se a calombos na parede da barriga ou nas virilhas que aparecem e desaparecem conforme a ocasião. Também podem se comportar como um incômodo constante, principalmente em atletas ou pessoas que praticam muito esforço em geral. Pode ocorrer dor forte no local, depois de levantar peso ou fazer muita força.

                  Hérnia não tem cura através de medicações, mas tem tratamento com cirurgia, a partir do reforço da parede abdominal com suturas e telas especiais. A cirurgia pode ser realizada do modo tradicional, através de procedimento aberto, laparoscopia ou até mesmo robótico. A técnica deve ser adequada a cada paciente, de acordo com sua patologia, buscando maior conforto e melhores resultados no pós-operatório.


Dr. Rodrigo Biscuolla Garcia

CRM 117262

Médico graduado pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos, com Residência Médica em Cirurgia geral e Cirurgia do Aparelho digestivo pelo Hospital do Servidor Municipal de São Paulo. Membro titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Laparoscópica e da Sociedade Brasileira de Hérnia e da Americas Hernia Society.

Toda semana Dicas Especiais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhaatApp
Enviar via WhastApp