(11) 3743-0382 

(11) 99785-8896

Câncer de Cólon – Como Prevenir?

Câncer de Cólon - Como Prevenir?

O câncer colorretal é o câncer mais comum do aparelho digestivo. Em sua forma mais frequente ele surge a partir de pólipos, também chamados de adenomas, que são lesões benignas, mas com potencial de se tornarem malignas ao longo de alguns anos. Por este motivo, todas as pessoas devem começar, aos 50 anos de idade, a realizar exames para o diagnóstico destes pólipos e, assim, prevenir a ocorrência de um câncer invasivo. Há diversos exames utilizados neste rastreamento do câncer, como a pesquisa de sangue oculto nas fezes, retossigmoidoscopia flexível e enema opaco, entre outros. Porém, nenhum é tão eficaz e confiável como a colonoscopia. Este exame permite a avaliação de todo o intestino grosso, sob visão direta, com a possibilidade de realizar biópsias e a retirada dos pólipos. Por isso, recomendamos o uso da colonoscopia como principal ferramenta na prevenção do câncer colorretal. A colonoscopia, caso normal, deve ser realizada a cada 5 a 10 anos.

Em pacientes com história familiar de câncer colorretal, este rastreamento começa antes, aos 40 anos, ou 10 anos antes do caso mais novo da família.

A colonoscopia, além de permitir o tratamento definitivo da grande maioria dos pólipos, pode inclusive realizar o tratamento de alguns pacientes portadores de câncer colorretal em estágios iniciaisO câncer colorretal é o câncer mais comum do aparelho digestivo. Em sua forma mais frequente ele surge a partir de pólipos, também chamados de adenomas, que são lesões benignas, mas com potencial de se tornarem malignas ao longo de alguns anos. Por este motivo, todas as pessoas devem começar, aos 50 anos de idade, a realizar exames para o diagnóstico destes pólipos e, assim, prevenir a ocorrência de um câncer invasivo. Há diversos exames utilizados neste rastreamento do câncer, como a pesquisa de sangue oculto nas fezes, retossigmoidoscopia flexível e enema opaco, entre outros. Porém, nenhum é tão eficaz e confiável como a colonoscopia. Este exame permite a avaliação de todo o intestino grosso, sob visão direta, com a possibilidade de realizar biópsias e a retirada dos pólipos. Por isso, recomendamos o uso da colonoscopia como principal ferramenta na prevenção do câncer colorretal. A colonoscopia, caso normal, deve ser realizada a cada 5 a 10 anos.

Em pacientes com história familiar de câncer colorretal, este rastreamento começa antes, aos 40 anos, ou 10 anos antes do caso mais novo da família.

A colonoscopia, além de permitir o tratamento definitivo da grande maioria dos pólipos, pode inclusive realizar o tratamento de alguns pacientes portadores de câncer colorretal em estágios iniciais.


Dr. Renato de Araujo Pereira

CRM: 145377

Membro da Society for Surgery of The Alimentary Tract e médico Cirurgião Emergencista na Unidade UPA Campo Limpo da Sociedade Beneficente Israelita Albert EInstein. Preceptor dos alunos da Faculdade de Medicina da Universidade Nove de Julho.Possui título de Especialista e Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva e certificação em Cirurgia Oncológica do Aparelho Digestivo pelo Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva.

Toda semana Dicas Especiais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhaatApp
Enviar via WhastApp